Ambiguidade

Ambiguidades

8 minutos Notícia publicada na Folha de S. Paulo, edição de 28 de março, p. C8, me obriga a retomar assunto já discutido nesse espaço. Para quem não teve a oportunidade de ler o post anterior, retomo alguns conceitos lá apresentados. O título da notícia publicada na Folha de S. Paulo a que me refiro é: Obra roubada de Picasso é entregue em saco de lixo. Se o leitor se restringir à leitura do título poderá ficar em dúvida se o objeto do roubo Continue lendo

Sintaxe e ambiguidade

3 minutos Quando produzimos textos, falados ou escritos, realizamos duas operações: seleção e combinação. Dentro de uma classe (substantivos, adjetivos, verbos etc.), selecionamos palavras, por ex, belo, bonito, lindo; menino, garoto, guri e as combinamos para formar unidades de sentido: menino bonito, belo garoto, lindo guri. A combinação se dá na cadeia no fala, isto é, horizontalmente, de modo que as palavras relacionam-se uma às outras. A parte da gramática que trata da combinação das palavras recebe o nome de sintaxe. Ocorre que, em Continue lendo

Ambiguidades

Ambiguidades

10 minutos Ambiguidade Por Ernani Terra © Uma mensagem bastante engraçada que vi no Facebook outro dia me deu o mote para escrever sobre algo que se costuma apontar como um defeito de linguagem. A mensagem é a seguinte:   O efeito de humor decorre de uma dupla leitura que se pode dar à frase. O analista empregou o pronome as para substituir cartas, evidentemente. Na leitura que o paciente fez, o as se refere a pessoas e não a cartas. Em resumo, analista: Continue lendo