Jeremias Gottheff

A aranha negra, de Jeremias Gotthelf, um livro de tirar o sono

1 minuto A aranha negra, do escritor suíço Jeremias Gotthelf (1797 – 1854), Editora 34, 2017, com tradução e excelente posfácio do professor da USP, Marcus Vinicius Mazzari, é uma leitura de tirar o sono. Elias Canetti, Thomas Mann e Otto Maria Carpeaux são alguns nomes que fazem ótimas referências ao livro de Gotthelf. Usando a técnica da boneca russa, o autor encaixa, na narrativa em terceira pessoa, duas histórias narradas pelo avô: a primeira, ocorrida no séc. XIII; a segunda, no séc. XV. Continue lendo