Homofóbico e hemofóbico

Tempo de leitura: 3 minutos

No último artigo, comentei uma postagem que uma amiga publicou no Facebook em que ela dizia que a rede social removeu páginas com fotos que ela publicou "para que ninguém visse". Outra amiga me informa que uma publicação dela no Facebook provocou reações raivosas de seus seguidores, porque leram homofóbico no lugar de hemofóbico. Reproduzo a frase de minha amiga.

 

É fato que as redes sociais têm se prestado à veiculação de discursos preconceituosos e intolerantes, que têm sido imediatamente rechaçados e denunciados. Muitas vezes instala-se um verdadeira batalha campal. Com a postagem da minha amiga ocorreu isso. As amigas de minha amiga, exaltadas, postaram que ela deveria se separar do marido. Outras chegaram a afirmar que estavam rompendo relações de amizade com ela porque não admitem que alguém possa conviver intimamente com pessoas desse tipo. Outras, simplesmente, excluíram minha amiga da rede social.

Tudo isso decorreu de um quiproquó. Abro um parêntese para explicar essa palavra. Quiproquó provém do latim quid pro quo, que significa um pelo outro, uma coisa pela outra. O quiproquó resulta da confusão em se tomar uma coisa pela outra. Conta-se que antigamente davam o nome de quiproquó ao livro dos boticários e onde constava os nomes dos medicamentos. Era até certo ponto comum que, ao consultar esse livro, acabavam fazendo uma confusão e dando um medicamento no lugar de outro, provocando efeitos maléficos. Fecho o parêntese. 

Na leitura apressada do post de minha amiga, muita gente leu HOMOFÓBICO no lugar de HEMOFÓBICO. Claro que, além da leitura apressada, concorreu o fato de as palavras serem muito parecidas. Abro novo parêntese. Em gramática, damos o nome de parônimos às palavras parecidas na grafia ou na pronúncia, mas que possuem significados diferentes, como rEtificar e rAtificar; Eminente e Iminente. Fecho o parêntese.

Hemofóbico e homofóbico são duas palavras com significados diferentes. O que distingue uma da outra? Apenas um som. No caso do post do Facebook de minha amiga, a letra que representa o som. Em gramática, damos o nome de fonema à unidade mínima de caráter sonoro capaz de distinguir palavras de uma língua, por exemplo, bOla /bEla; hOmofóbico / hEmofóbico; Tia / Dia; Mala / Bala. Os fonemas podem ser vocálicos ou consonantais. Fonemas pertencem à língua falada. Na escrita, são representados por letras.

Além da leitura apressada e do fato de serem palavras parecidas, creio que as pessoas leram homofóbico em vez de hemofóbico, porque a a primeira palavra é de circulação mais ampla que a segunda. É comum encontrarmos as palavras homofobia e homofóbico nos discursos que circulam socialmente. Por outro lado, a palavra hemofóbico não tem circulação tão ampla. Arrisco a dizer que muita gente nem sabe o que significa hemofóbico.

Do ponto de vista da formação, tanto homofobia quanto hemofobia são palavras compostas, isto é, resultam da junção de dois radicais. No caso, radicais de origem de origem grega: hemo / homo + fobia. Em homofobia / hemofobia, o elemento comum é fobia, radical que significa 'aversão', 'medo', 'horror' e que aparece em palavras como fotofobia, hidrofobia, xenofobia.

O radical homo tem o sentido de 'semelhante', 'igual'. Aparece em palavras como homólogo, homogêneo, homossexual etc. Homofobia é a palavra que empregamos para designar aversão à pessoas homossexuais ou à homossexualidade. Um discurso homofóbico é aquele que manifesta intolerância à homossexualidade.

O radical grego hemo (que possui também a forma variante hemato) significa 'sangue' e aparece em palavras como hemofílico, hemograma. Quando minha amiga disse que o marido é hemofóbico, disse que ele, como muita gente, inclusive eu, tem verdadeira aversão a sangue. Se ela, em vez de dizer que o marido é hemofóbico, dissesse que ele é hematofóbico, não teria dado a confusão que deu.

2 Comentários


  1. Professor, em poucas palavras aprendi muita coisa. Seus esclarecimentos linguísticos nos deixam bem a vontade em aprender sem preocupações com excesso de regras. Parabéns por mais esta aula.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *