Literatura

Preferencial mas não exclusivo

4 minutos No texto de hoje falo sobre os adjetivos preferencial e exclusivo e aproveito para fazer uma pequena crônica. Para não perder o costume, recorro à etimologia. Por quê? Embora o sentido das palavras se altere com o uso, sempre fica alguma coisa. Recorrer a etimologia é como buscar o DNA da palavra. Mas antes recorro ao Houaiss. Está lá. Preferencial (adjetivo): que tem preferência. Preferência (substantivo feminino): ação ou fato de preferir, prioridade, possibilidade de passar na frente dos outros. Preferir (verbo): escolher Continue lendo

A pane, um conto de Durrenmatt

3 minutos A Editora Estação Liberdade acabou de lançar, num único volume, o romance A promessa e o conto A pane (224p.), ambos do escritor suíço de expressão alemã Friedrich Dürrenmatt, com tradução de Petê Rissatti e Marcelo Rondinelli. Não conhecia o romance e o conto conhecia apenas pela adaptação feita para o cinema por Ettore Scola. O filme, de 1972, se chama La più bella serata della mia vita (A mais bela noite de minha vida) e pode ser encontrado no YouTube, com Continue lendo

A palavra mágica

14 minutos Para este artigo, escolhi um conto bastante leve e divertido do autor português Vergílio Ferreira (1916 – 1996) chamado “A palavra mágica”. Lembram daquela be assumindo significações como vadio, bêbado, ladrão, pederasta, incendiário chegando até mesmo a significar parricida.incadeira chamada Telefone sem fio? Uma pessoa conta uma história que deve ser contada a outra e esta deve contar a outra e assim por diante. A graça da brincadeira está no fato de que cada um conta a história a modifica um pouco. Continue lendo

Ulisses, um poema de Fernando Pessoa

10 minutos Ulisses Neste artigo, comento o poema “Ulisses”, de Fernando Pessoa, que faz parte da obra Mensagem. Antes dos comentários, peço que leiam o poema, que é bastante curto. Ulisses   O mito é o nada que é tudo. O mesmo sol que abre os céus É um mito brilhante e mudo – O corpo morto de Deus, Vivo e desnudo.   Este, que aqui aportou, Foi por não ser existindo. Sem existir nos bastou. Por não ter vindo foi vindo E nos Continue lendo

Tennyson, poema 51 de In memorian

2 minutos Normalmente, os posts do blogue sobre literatura tratam de manifestações literárias em prosa, contos, romances, novelas. Falo pouco sobre poesia, porque acho que não se tem de falar de poesia, tem de se ler e sentir a poesia. Certos poemas, verdadeiras obras-primas, não circulam muito, impossibilitando que muita gente tenha acesso a eles. Uso então esse espaço para divulgar um deles. Há quem afirme que a poesia lírica apresenta apenas dois temas: o amor e a morte. Isso não é verdade, evidentemente, Continue lendo