Implicaturas

Tempo de leitura: 3 minutos

Nesta semana postei em minha página no Facebook a seguinte frase: “Se você não consegue ficar duas horas sem olhar para seu celular, não vá ao cinema”.

As pessoas devem ter percebido que, nessa frase, o sentido vai além do que está expresso. Não preciso dizer qual sentido pretendi transmitir com essa postagem.

Ao utilizar a linguagem verbal, seja na forma falada ou escrita, é fundamental que haja cooperação daqueles que nela estão envolvidos (falante e ouvinte; escritor e leitor). Segundo o filósofo Paul Grice, o princípio da cooperação é fundamental para que os parceiros na comunicação percebam os sentidos implicados num dado enunciado, uma vez que ambos participam da construção do significado, preenchendo, por meio de inferências, lacunas.

Quando falei no parágrafo anterior em “sentidos implicados” estava me referindo ao que os linguistas chamam de implicatura conversacional é o que ocorre quando vamos assinar algo e perguntamos à pessoa que nos deu o papel para assinar: “Você tem uma caneta?”.

Ao fazer essa pergunta não se está querendo saber se a pessoa tem ou não uma caneta, ou seja, não se espera como resposta “sim” ou “não”, “tenho” ou “não tenho” . O que se pergunta efetivamente é “Você me empresta a caneta?” Veja mais exemplos de implicatura.

Imagine o seguinte diálogo entre o chefe e sua secretária:


– Dona Marta, por favor telefone ainda hoje ao Dr. Seabra dizendo que devemos nos encontrar no fórum na próxima terça-feira às duas horas para assinar o acordo que porá fim à demanda entre nossos clientes.

– Doutor Paulo, terça-feira que vem é carnaval.


Na resposta da secretária, além do que expresso literalmente, há uma informação que pode ser inferida: o acordo não poderá ser assinado na próxima terça-feira. Nosso conhecimento de mundo diz que, no Brasil, terça-feira de carnaval é feriado e, por isso, o fórum verá estar fechado.

Como se pode notar, o enunciado da secretária, num determinado contexto, assume um sentido diferente do sentido literal expresso pela mesma sentença. Dizemos que a sentença Doutor Paulo, terça-feira que vem é carnaval implica a sentença Doutor Paulo, o acordo não poderá ser assinado na próxima terça-feira, porque nesse dia não haverá expediente no fórum, porque é  feriado. Durante um jantar, há o seguinte diálogo entre o anfitrião e o convidado:


Durante um jantar, há o seguinte diálogo entre o anfitrião e o convidado:

Anfitrião: – Paulo, você aceita uma taça de vinho?

Convidado: – Obrigado, estou tomando antibiótico.


Neste exemplo, na sentença Estou tomando antibiótico, temos implicada a sentença Não posso beber vinho, que decorre de um processo de inferenciação: quem está tomando antibióticos não pode ingerir bebidas alcoólicas.

Como se pode observar, a implicatura decorre não só de fatores de natureza gramatical, mas também de fatores não gramaticais, como o nosso conhecimento de que terça-feira de carnaval é feriado no Brasil e de que quem está tomando antibióticos não pode ingerir bebidas alcoólicas.

 O processo inferencial está presente tanto em enunciados em que há pressupustos (sobre esse assunto, consulte o post Pressupostos e subentendidos, clicando aqui.) quanto nas implicaturas conversacionais. A diferença básica entre umas e outras é o fato de que os pressupostos decorrem do conteúdo linguístico afirmado nas sentenças, independentemente de seu contexto de emprego,  ao passo que, nas implicaturas conversacionais, o nexo semântico vai além do sentido literal das sentenças.

As implicaturas estão na base das ironias, na medida em que nessa figura de linguagem o sentido literal abarca um outro sentido que não está explícito na superfície textual.  Na frase que postei no Facebook, há implicatura e ironia, pois digo que as pessoas, quando estão numa sessão de cinema, não devem fazer uso do celular, pois isso atrapalha os demais espectadores. É uma ironia porque no enunciado digo uma coisa, mas efetivamente estou dizendo outra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *