Língua

Metáfora só para maiores de 60

5 minutos Dia desses estava na fila do banco, quando uma mulher bastante gentil me disse que eu poderia ser atendido no caixa preferencial que dispõe de cadeiras para que se aguarde sentado a chamada. Agradeci a gentileza, mas disse que continuaria na fila dos simples mortais mesmo. Você poderia me perguntar: por que, podendo aguardar sentado e ser atendido preferencialmente, optou por ficar aguardando em pé na fila? Poderia também suspeitar de que eu sou masoquista, ou maníaco por filas. Não sou masoquista Continue lendo

Qual a sua altura em metros?

2 minutos Se for verdadeira, essa questão deve ter aparecido numa prova de matemática. Acho que não é, mas serve de mote para um artigo. O(a) professor(a) pedia que se fizesse uma operação bastante simples: converter centímetros em metros. Metro é a unidade padrão, que apresenta múltiplos e submúltiplos. O conhecimento de alguns elementos gregos que formam palavras compostas em português ajuda muito a entender isso. Vamos a eles. Usam-se para exprimir múltiplos: Kilo = mil, o símbolo é k; Hecto = cem, símbolo Continue lendo

Algumas reflexões sobre erro.

5 minutos Há um certo tipo de pessoa que se põe no papel de guardião da língua. São indivíduos que, por terem recebido educação formal, acham que podem opinar sobre questões de língua, embora não tenham nenhum conhecimento linguístico. O pior é que os grandes veículos de comunicação dão guarida a essa gente que vive a apontar erros na fala dos outros e a ditar regras sobre o que é certo ou errado em matéria de língua. Os próprios jornais são extremamente críticos em Continue lendo

Cândido, o candidato cândido.

3 minutos Aproximam-se as eleições, a temperatura sobe mais ainda e um antigo colega de escola me manda uma mensagem dizendo que o ex-ministro do STF, Ayres Britto, teria declarado que o candidato tem de ser uma pessoa cândida e me pede a opinião sobre isso. Pressuponho que meu colega não queira ouvir minha opinião política, se eu prefiro o candidato A ou B. Creio que ele se sentiu curioso em saber o que é um candidato cândido, ou se as palavras têm a Continue lendo

A teoria dos atos de fala de John Austin e a linguagem jurídica

8 minutos Fui convidado pela Profa. Dra. Clarice Assalim a dar uma palestra para alunos da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, em São Paulo. Embora tenha formação em Direito, área em que cheguei a me formar, minha atuação profissional sempre esteve ligada à linguística e, mais recentemente, à semiótica discursiva. Que contribuição eu, como estudioso da linguagem e do discurso, poderia dar a estudantes de Direito? Imediatamente me ocorreu falar para eles sobre a linguagem em uso e me lembrei da Teoria Continue lendo