Literatura

A perfeição

4 minutos No artigo, comento um dos meus contos preferidos de Eça de Queirós, “A perfeição”. Nele, Eça faz uma leitura do Canto V da Odisseia, dialogando com o texto de Homero. O episódio é aquele em que Ulisses está na ilha de Calipso. Em resumo o conto narra o que segue. Ulisses está na ilha de Ogígia onde havia sete anos Calipso o recolhera após um raio fender sua nau. Pela manhã, depois de sair do leito de Calipso, contemplando o mar azul, Continue lendo

História do demoníaco Pacheco

6 minutos O conde polonês Jan Potocki (1761 – 1815) é o autor do livro Manuscrito encontrado em Saragoça, obra publicada em francês em 1805, considerada pioneira da literatura fantástica.  O livro ficou sumido por mais de um século por ser considerado escandaloso e só voltou a ser publicado em sua íntegra apenas em 1958. Manuscrito encontrado em Saragoça traz diversas histórias com componentes de terror e erotismo que se ligam umas às outras como nas histórias do Livro da mil e uma noites. Continue lendo

Kholstomér, a história de um cavalo

4 minutos Neste artigo, comento o conto “Kholstomér, a história de uma cavalo”, de Liev Tolstói (1828 -1910), que está no livro O diabo e outras histórias, publicado pela Cosac Naify (Coleção Prosa no mundo). Minha edição é de 2010. A tradução do conto foi feita diretamente do russo por Beatriz Morabito e Maira Pinto. O título do conto já adianta ao leitor sobre o que se vai ler: a história de um cavalo. O conto é um excepcional exemplo de discurso figurativo, aproximando-se de Continue lendo

A pane, um conto de Durrenmatt

3 minutos A Editora Estação Liberdade acabou de lançar, num único volume, o romance A promessa e o conto A pane (224p.), ambos do escritor suíço de expressão alemã Friedrich Dürrenmatt, com tradução de Petê Rissatti e Marcelo Rondinelli. Não conhecia o romance e o conto conhecia apenas pela adaptação feita para o cinema por Ettore Scola. O filme, de 1972, se chama La più bella serata della mia vita (A mais bela noite de minha vida) e pode ser encontrado no YouTube, com Continue lendo

A palavra mágica

14 minutos Para este artigo, escolhi um conto bastante leve e divertido do autor português Vergílio Ferreira (1916 – 1996) chamado “A palavra mágica”. Lembram daquela be assumindo significações como vadio, bêbado, ladrão, pederasta, incendiário chegando até mesmo a significar parricida.incadeira chamada Telefone sem fio? Uma pessoa conta uma história que deve ser contada a outra e esta deve contar a outra e assim por diante. A graça da brincadeira está no fato de que cada um conta a história a modifica um pouco. Continue lendo